Colunas

To play, press and hold the enter key. To stop, release the enter key.

Nada

Atualizado: 28 de dez. de 2021

De mansinho

Carregou seu nome

Nas etapas de sua vida

Garimpou na tempestade

Não restaram dúvidas

Só decisões

Mistérios

Trouxeram sonhos inevitáveis

Se fantasiou de hipérboles

Sem sair de cena

Já sabe quem a comove

Escolhe o hoje

Com os pés na terra

Pausa-se

E depois

Mergulha


Cláudia Nascimento

57 visualizações

Posts Relacionados

Ver tudo

Por Marcelo Nunes da Rocha Abandonar um pouco as lembranças do silêncio absoluto – Só se abrirão agora o que ficou do passado como resquício... Como artefato do afeto... como flor irrepetível... Inven

Por Fijó Um novo sistema operacional Chegou criando expectativas. Ele prometia otimizar tarefas Que cumprimos no dia-a-dia. Na hora de dar nome a esse sistema A criatividade era pouca. Gastaram-na tod

Por Pivete nasci mas nasci pobre literalmente pobre cinematograficamente pobre a primeira vez que me reconheci foi nos livros cidade de deus e no filme na série e morrendo e tomando chicotada sendo o