Colunas

To play, press and hold the enter key. To stop, release the enter key.

Silêncio Absoluto

Por Marcelo Nunes da Rocha


Abandonar um pouco as lembranças do silêncio absoluto –

Só se abrirão agora o que ficou do passado como resquício...

Como artefato do afeto... como flor irrepetível...


Inventa aproveitar o sol, o sal, o sul, o céu, o vento...

Perceber que tudo é apenas o instante, o lapso.

Carinho morno e cálido, é o que resta.


Olhar, mas observar...

Ouvir, mas intuir...

Perceber que tudo ao nosso redor é mágico

Porque fruto da sinergia coletiva e falha, homem e natureza,

De nos perpetuar e que, leve, se desmancha,

monumentos do momento...

20 visualizações

Posts Relacionados

Ver tudo

Por Fijó Um novo sistema operacional Chegou criando expectativas. Ele prometia otimizar tarefas Que cumprimos no dia-a-dia. Na hora de dar nome a esse sistema A criatividade era pouca. Gastaram-na tod

Por Pivete nasci mas nasci pobre literalmente pobre cinematograficamente pobre a primeira vez que me reconheci foi nos livros cidade de deus e no filme na série e morrendo e tomando chicotada sendo o

Por Marcelo Nunes da Rocha ... Nunca permitiu que o comandante com suas legiões Atravessasse o Rubicão... Temiam a tirania bárbara da cólera Sem travas dos homens da guerra que Perderam o temor de mor